HAMILTON DE HOLANDA

BLOG / Arquivo do mês: maio 2014


Ao som do Bandolim: Hamilton de Holanda lança projeto Caprichos

Por CAROLINA CALLEGARI (EMAIL)

Caprichos. O projeto criado por Hamilton de Holanda inclui um site voltado para o estudo do bandolim Foto: Eduardo Naddar

Caprichos. O projeto criado por Hamilton de Holanda inclui um site voltado para o estudo do bandolim Eduardo Naddar

O auditório da Escola de Música da Rocinha foi escolhido como palco para o lançamento de Caprichos, de Hamilton de Holanda, no último dia 16. O projeto, contemplado no ano passado com o Prêmio Funarte de Música Brasileira, é voltado para a educação musical. Os 24 temas, ou caprichos, compostos pelo musicista para a iniciativa estão reunidos em um disco duplo e são oferecidos no site para audição on-line e download, assim como suas partituras.

Internacionalmente respeitado, Hamilton transformou o bandolim ao acrescentar-lhe duas cordas. E é assim que ele toca seus caprichos.

‘Uma ideia surgida de um solfejo’

Hamilton de Holanda conta que a inspiração para o projeto “Caprichos”, designação de uma forma livre de compor músicas instrumentais, veio por um acaso:

— Foi uma ideia surgida de um solfejo. Peguei o celular e comecei a gravar. Fui solfejando e pensei que era o caminho para algo interessante. Decidi fazer a mesma coisa nos dias seguintes. Quando fui ver, estava criando uma historinha de melodias. Neste meio tempo, veio a ideia de que podia fazer uma série de músicas, procurando em cada uma delas uma linguagem diferente, uma estética, e fazer disso um projeto com início, meio e fim.

Marcelo Lima, monitor de violão da Escola de Música da Rocinha, começou os estudos no local há 14 anos, e assistiu à apresentação do projeto. Hoje, aos 28 anos, ele se impressiona com o trabalho de Hamilton:

— Cada música tem um significado. Achei o som dele diferente de tudo o que já vi. Eu curto muita coisa alternativa, e o trabalho é outro. O que mais me chamou a atenção foi a capacidade que o Hamilton teve de criar uma história para cada música. Não foi simplesmente o instrumental.

O material do projeto está no site http://hamiltondeholanda.com/caprichos/. Quem quiser compor os próprios caprichos e ter a chance de vê-los compartilhados pode postá-los no Facebook, usando a hashtag #hhcaprichos. https://www.facebook.com/pages/Caprichos/754250304619942

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/bairros/ao-som-do-bandolim-hamilton-de-holanda-lanca-projeto-caprichos-12586830#ixzz32pFCjmMG

© 1996 – 2014. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Brasiliense Hamilton de Holanda recebe Prêmio da Música Brasileira

Publicação: 15/05/2014 16:20 Atualização: 15/05/2014 16:25 – Correio Brasiliense

O evento ocorreu na noite de quarta-feira (14/5), no Rio de Janeiro, e premiou artistas renomados

Hamilton de Holanda durante o 25º Premio da Musica Brasileira no Theatro Municipal (Roberto Filho/Divulgação )
Hamilton de Holanda durante o 25º Premio da Musica Brasileira no Theatro Municipal

O resultado do Prêmio da Música Brasileira de 2014 foi anunciado na última quarta-feira (14/5), no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. A edição deste ano prestou homenagem a um dos ritmos musicais de tradição brasileira, o samba. A cerimônia também citou importantes nomes da cena musical como Reginaldo Rossi, Dominguinhos, Jair Rodrigues e o cantor Alexandre Pessoa, filho de Erasmo Carlos. Num total de 103 indicados, os vencedores aos poucos subiram para receber o prêmio. A festa contou com a apresentação dos atores Mateus Solano e Camila Pitanga.
Interpretada por Gilberto Gil e Mariene de Castro, a música É Luxo Só, de Ary Barroso abriu a noite. O álbum Reencontro, de Ângela Maria e Cauby Peixoto venceu a categoria Canções Populares, além disso os dois também levaram o trofeu de Melhor Cantor e Melhor Cantora.

Ícone da música brasiliense, o músico Hamilton de Holanda recebeu o troféu de Melhor Solista e Melhor álbum pela atuação em Mundo de Pixinguinha. Outra banda que também representou bem a capital foi o Monobloco, que foi premiado como Melhor Grupo.

 (Roberto Filho/Divulgação )

Na categoria MPB, o destaque de Melhor Cantor e Cantora foi para Milton Nascimento e Maria Bethânia. Já como Melhor Dupla, o desejado prêmio foi para Chitãozinho & Xororó.
Confira os vencedores de outras categorias:

Categoria Arranjador

Gilson Peranzzetta por Edu Lobo e Metropole Orkest

Categoria Canção

Samba para João, de Wilson das Neves e Chico Buarque – intérprete Wilson das Neves (CD Se me chamar, ô sorte)


Categoria Projeto Visual

Artista

Vários, disco Arca de Noé – Adriana Calcanhotto  e Fernanda Villa-Lobos

Categoria Revelação

Artista

Bixiga 70,  disco Bixiga 70

Categoria Canção Popular

Melhor Álbum

Reencontro, de Ângela Maria e Cauby Peixoto, produtor Thiago Marques Luiz

Melhor Dupla

Chitãozinho & Xororó (Do tamanho do nosso amor – ao vivo)

Melhor Grupo

Monobloco

Melhor Cantor

Cauby Peixoto

Melhor Cantora

Ângela Maria

Categoria Instrumental

Melhor Álbum

Mundo de Pixinguinha, de Hamilton de Holanda, produtores Lu Araújo, Marcos Portinari e Hamilton de Holanda

Melhor Solista

Hamilton de Holanda (Mundo de Pixinguinha)

Melhor Grupo

Spok Frevo Orquestra (Ninho de vespa)

Categoria MPB

Melhor Álbum

Edu Lobo e Metropole Orkest
, de Edu Lobo e Metropole Orkest

Melhor Grupo

Boca Livre (Amizade)

Melhor Cantor

Milton Nascimento (Uma Travessia – 50 anos de carreira ao vivo)

Melhor Cantora

Maria Bethânia (Carta de amor)

Categoria Pop/Rock/Reggae/HipHop/Funk

Melhor Álbum

Atento aos sinais de Ney Matogrosso, produtores João Mário Linhares
e Sacha Amback

Melhor Grupo

Passo Torto (Passo elétrico)

Melhor Cantor

Ney Matogrosso (Atento aos sinais)

Melhor Cantora

Gal Costa (Recanto, ao vivo)


Categoria Regional


Melhor Álbum

Zulusa, de Patricia Bastos, produtores Du Moreira e Dante Ozzetti


Melhor Dupla

Caju & Castanha (Meu Deus que país é esse?)

Melhor Grupo

Quinteto Violado (Canta Gonzagão)

Melhor Cantor

Sérgio Reis (Questão de tempo)

Melhor Cantora

Patricia Bastos (Zulusa)

Categoria samba

Melhor Álbum

Se me chamar, ô sorte, de Wilson das Neves, produtores Wilson das Neves, Paulo César Pinheiro e Berna Ceppas

Melhor Grupo

Sururu na roda (Ao vivo)

Melhor Cantor

Zeca Pagodinho (30 anos – vida que segue)

Melhor Cantora

Alcione (Eterna alegria)