HAMILTON DE HOLANDA

Blog


“Hamilton de Holanda toca Jacob do Bandolim” – Novo projeto do bandolinista está no ar

 

Para celebrar o centenário de Jacob do Bandolim, Hamilton de Holanda tece, como as populares rendeiras, nó a nó o fio da memória da obra do músico e forma um mosaico próprio. A homenagem não podia ser menor: o box “Hamilton de Holanda toca Jacob do Bandolim”, com quatro discos com identidades completamente diferentes, que exaltam o preciosismo do mestre – em lançamento pela Deck.

Jacob foi o principal músico responsável pela existência de uma identidade brasileira no bandolim. Ele viveu pouco mais meio século e produziu, em 20 anos, uma das mais importantes discografias da música popular, com o seu estilo de tocar e sua maneira de compor que se misturavam, potencializados pela busca da qualidade, do perfeito acabamento.

Hamilton teve Jacob como referência primeira no bandolim, mas ao longo de sua trajetória somou variadas experiências. E, depois de dar a volta ao mundo dezenas de vezes com seu instrumento, Hamilton volta ao quintal da infância – a obra de Jacob – e propõe uma múltipla recriação dessa obra, tirando-a da zona de conforto original – o gueto do choro – e colocando-a em diálogo com diferentes linguagens, timbres e universos.

Jacob 10ZZ – Ouça em https://goo.gl/ydoyfZ

A formação instrumental que reúne bandolim de 10 cordas, contrabaixo acústico (Guto Wirtti) e percussão (Thiago da Serrinha) tem sido uma escolha constante nos últimos trabalhos de Hamilton.  Nessa formação, o bandolim tem todo o espaço para criar, não só em termos melódicos, mas na rítmica dos acompanhamentos e em intrincadas “rearmonizações”, deixando ainda o contrabaixo e a percussão com muito terreno para evoluir.

Jacob Bossa – https://goo.gl/Z5QCir

Cabem aqui todas as bossas, os acentos mais díspares e surpreendentes, numa celebração fluente da liberdade rítmica e harmônica. Com o piano e o acordeom de Marcelo Caldi e o contrabaixo de Guto Wirtti, a obra de Jacob experimenta novos sotaques e novas levadas, do ijexá ao bolero. De quebra, Hamilton canta e recebe em duas faixas o trompete cristalino de Aquiles Moraes. Jacob livre de qualquer amarra.

Jacob Black – https://goo.gl/oseJVk

Partindo da construção de um plano rítmico-harmônico original, tecido pelo violão de Rafael dos Anjos e a percussão de Thiago da Serrinha e Luiz Augusto, cria-se o ambiente para receber as melodias jacobianas. O diálogo entre esses planos faz com que a obra de Jacob ganhe um novo acento, uma nova dimensão, revelando afinidades com o universo afro-brasileiro que se estendem improvavelmente nas valsas “De coração a coração” e “Feia”.

Jacob Baby – https://goo.gl/8X5W4X

Dentre as experiências de Jacob com instrumentos, figura o bandolim de 10 cordas aqui usado e que tem um timbre determinante para um resultado sonoro delicado, transparente. Esse instrumento raro ganha a companhia do cavaquinho e do bouzouki, instrumento de origem grega e muito usado até hoje na música do Mediterrâneo. Os andamentos calmos e o clima de caixinha de música embalam as melodias preciosas de Jacob para bebês e crianças.

Com tanta intimidade com a matéria-prima e um leque imenso de possibilidades para explorar nas áreas de improvisação e arranjo, “Hamilton de Holanda toca Jacob do Bandolim” areja a obra do autor centenário, garantindo muitas décadas de durabilidade e interesse. E deixa no ar a certeza que esse foi apenas o primeiro centenário de um autor que permanecerá na música do planeta. Jacob vive, Hamilton brilha.

- Texto adaptado do original de Henrique Cazes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>